Documento sem título
QUEM SOMOS
Conheça a ONG
Bicho Legal
 
NOTÍCIAS
Artigos e curiosidades
 
SERVIÇOS
Como podemos ajudar
 
SAÚDE ANIMAL
Alimentação, vacinação, cuidados gerais...
 
MAUS TRATOS
Como agir e quem procurar
 
GUIA PRÁTICO
Acesse e conheça nosso guia
 
     
     
 
Notícia - Abril é mês da prevenção contra a crueldade animal Abril é mês da prevenção contra a crueldade animal

É certo que você já viu e ouviu falar em campanhas de saúde, simbolizadas por um laço, que envolvem cores de acordo com o mês como, por exemplo, o Outubro Rosa referente a conscientização sobre o câncer de mama e o Novembro Azul que combate o câncer de próstata.

Essas campanhas são marcadas pela utilização do laço, pois nos anos 90 ativistas batalharam pela maior conscientização sobre a Aids e assim criaram o laço da cor vermelha.

Atualmente essas campanhas de saúde não se limitam a nós, humanos, já existem campanhas como essas no mundo pet e, dentre tantas cores, vamos reforçar a importância do ABRIL LARANJA – MÊS DE PREVENÇÃO CONTRA A CRUELDADE ANIMAL, uma vez que os animais são seres indefesos e sencientes, sou seja, possuem capacidade de sentir dor e de vivenciar sentimentos e emoções, merecendo assim, todo o nosso respeito e proteção.

Com a ideia de evitar que os maus-tratos continue crescendo, a ASPCA (Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade contra os Animais) instituiu o abril laranja. Isso porque os casos de violência, abuso, tortura e até mesmo os famosos abandonos continuam tomando maiores proporções. Trata-se de uma problemática não só aparente em nossas ruas e bairros, mas em todo o mundo!

Portanto a ideia da campanha é sensibilizar, promover ações de conscientização e prevenir a crueldade animal.

O que é considerado crime de maus tratos animais:

Envenenamento, tráfico de animais, trabalhos excessivos, brigas de cães e galos (rinhas), manter animal trancafiado em local pequeno ou permanentemente acorrentado, golpear, agredir ou mutilar o animal, abandono do animal, não levá-lo ao veterinário em caso de doença ou necessidade, mantê-lo em local anti-higiênico, não alimentá-lo adequadamente ou qualquer situação que cause anormalidade na vida do animal.

Artigo 32 da Lei Federal 9605/98

Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos: Pena - detenção, de três meses a um ano, e multa.

Frentes de Denúncia:

a) 156 (Prefeitura)

b) Boletim de Ocorrência (BO) na Delegacia mais próxima

c) 190 (Polícia Militar) quando a ação estiver ocorrendo (flagrante)

d) Ministério Público: R. Rangel Pestana, 649 – Centro / Jundiaí – Tel.: 4586-2410

e) Polícia Ambiental: Rua Cabedelo, 240 – Vila São Paulo (Próximo ao Cemitério Montenegro) Jundiaí – Tel.: (11) 4587-1811

f) IBAMA quando envolver animais silvestres: Linha Verde 0800-618080

g) E você também pode denunciar pelo site da Delegacia Eletrônica de Proteção Animal (DEPA)

Observações:

a) Sempre que possível levar provas ou indícios de provas: fotos, filmagens, número da placa do veículo, testemunhas, laudo veterinário, etc.

b) Se o atendente ou autoridade policial se negar a registrar a ocorrência, ligar e informar a Delegacia Seccional: (11) 4521-8722 (Jundiaí e região).

c) Após a lavratura do Boletim de Ocorrência (BO), voltar à delegacia após alguns dias para representar, visando o andamento e apuração da denúncia.


COMO ESTÃO OS ANIMAIS SOB SUA RESPONSABILIDADE?


Fontes: http://petiko.com.br/article/abril-laranja-mes-de-prevencao-da-crueldade-contra-os-animais
G1


 
Documento sem título
Copyright © 2012 - 2014
Todos os direitos reservados