Documento sem título
QUEM SOMOS
Conheça a ONG
Bicho Legal
 
NOTÍCIAS
Artigos e curiosidades
 
SERVIÇOS
Como podemos ajudar
 
SAÚDE ANIMAL
Alimentação, vacinação, primeiros socorros...
 
MAUS TRATOS
Como agir e quem procurar
 
GUIA PRÁTICO
Acesse e conheça nosso guia
 
     
     
 
Notícia - ANVISA proíbe o veneno aldicarbe (chumbinho) ANVISA proíbe o veneno aldicarbe (chumbinho)

Desde 2007, a campanha "Chumbinho não!", do OLHAR ANIMAL, pedia a proibição da substância mortal produzida pela Bayer. Somente após anos de denúncias, encaminhadas inclusive ao Ministério Público Federal (MPF), e meses após a própria Bayer ter anunciado o fim da produção do Temik 150, agrotóxico elaborado com o aldicarbe, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) proibiu a substância, cancelando o registro do produto da multinacional alemã. A vedação pela ANVISA ocorre também após o prazo que a própria Bayer havia previsto para esgotar seus estoques do produto, estimado para meados de 2012.
Por décadas, o produto fez incontáveis vítimas humanas (especialmente crianças) e animais, mas durante estes anos a ANVISA limitou-se a solicitar à Bayer que incluísse um amargante na composição do Temik, mesmo sabendo que o veneno pode ser letal até pela inalação.
O MPF arquivou o inquérito civil que tramitava no ógão quando foi informado pela Bayer de que esta se decidira pelo fim da importação e comercialização do produto. As milhares de mortes e outros danos causados pelo veneno ficaram sem investigação e punição.
Mesmo após o anúncio da ANVISA, o produto continua a ser criminosamente vendido, como verificado pela reportagem da Rede Record. Os envenenamentos não terminaram. Sequer o chumbinho acabará, ele que tem como substância mais letal e comum o aldicarbe, mas que também é formulado com outros venenos. Em algumas regiões do Brasil, o chumbinho nem é o produto mais usado para envenenamentos de pessoas e animais, papel cumprido pelo composto 1080 (monofluoracetato de sódio), também conhecido como "mão branca" e já proibido no país.
De qualquer forma, ficamos bem felizes com a notícia e certos de que nossa participação com a campanha "Chumbinho Não!" influenciou para que a proibição ocorresse. Cabe a todos os cidadãos e defensores da vida provocarem os órgãos competentes (polícias, vigilâncias sanitárias estaduais e municipais, etc.) para que reprimam o comércio criminoso destes produtos, muitas vezes contrabandeados.
A luta dá resultados. Nossa campanha "Chumbinho não!" mostrou isso. Obrigado a todas as ONGs e pessoas que apoiaram.

Maurício Varallo
Olhar Animal
http://www.olharanimal.net/
Olhar Animal no Facebook: acesse http://www.facebook.com/olharanimal e clique em "curtir".

(reportagem recebida por e-mail marketing com o assunto: [Olhar Animal] ANVISA proíbe o veneno aldicarbe (chumbinho), em 10/11/12)
 
Documento sem título
Copyright © 2012 - 2014
Todos os direitos reservados