Documento sem título
QUEM SOMOS
Conheça a ONG
Bicho Legal
 
NOTÍCIAS
Artigos e curiosidades
 
SERVIÇOS
Como podemos ajudar
 
SAÚDE ANIMAL
Alimentação, vacinação, cuidados gerais...
 
MAUS TRATOS
Como agir e quem procurar
 
GUIA PRÁTICO
Acesse e conheça nosso guia
 
     
     
 
Notícia - Processo de decomposição de plástico tem acelerado aquecimento global Processo de decomposição de plástico tem acelerado aquecimento global

De acordo com uma pesquisa realizada por cientistas da Universidade do Havaí recentemente, o plástico está alimentando as mudanças climáticas. A explicação seria que gases de efeito estufa, como metano e etileno, são liberados enquanto a substância se degrada. E o maior produtor de ambos os gases é o polietileno – usado em sacolas de compras -, que é também o polímero mais produzido e descartado no mundo.

A pesquisa mostra que os gases são liberados quando o plástico é exposto à luz do sol. E o metano é cerca de 30 vezes mais potente como gás de captura de calor do que o gás de efeito estufa mais comumente citado, o dióxido de carbono, conta a equipe da Universidade do Havaí.

Cerca de 6,3 bilhões de toneladas de plástico foram geradas desde a primeira produção em massa, há cerca de 70 anos. Mas especialistas prevêem um aumento de três vezes na produção de plástico até 2050, com apenas cerca de 14% sendo reciclados ou queimados para produzir energia.

“Considerando as quantidades de plástico em terra e a quantidade de plástico exposto às condições ambientais, nossa descoberta fornece mais evidências de que precisamos parar a produção de plástico. a fonte, especialmente o plástico descartável”, constatou a principal autora do estudo, Sarah-Jeanne Royer, do Centro de Pesquisa e Educação em Oceanografia Microbiana, em entrevista ao jornal britânico Express.

Os gases do efeito estufa aprisionam o calor do sol na atmosfera da Terra e o aquecimento subsequente deve forçar as temperaturas e o nível do mar, afetando milhões em todas as partes do globo.

Fonte: 04/08/2018 às 18:30 Por Bárbara Alcântara, ANDA - https://www.anda.jor.br
 
Documento sem título
Copyright © 2012 - 2014
Todos os direitos reservados